Ocorreu um erro neste gadget

17 setembro, 2010

A eleição e os bipolares

"Eleição é temporada de bipolares, gente que só enxerga duas opções: petista ou tucano, pobre ou rico, bandido ou mocinho.Faz sentido?" - Marcelo Tas
Para facilitar a visão dos eleitores, é prefirível acreditar que um candidato é 100% bom e outro é totalmente o oposto, assim fica mais fácil de definir o perfil psicológico daqueles que procuram nosso voto e achar que acertou na escolha. Precisamos enxergar a verdade com clareza, vocês podem me dizer. "- Mas voce sataniza os petistas". Realmente o faço, pois é grande o número de falcatruas que saem deste lado, portanto tenho que tomar a posição daquele que acredito que possa fazer melhor. Mas sabemos que um partido não é 100% santo, há sempre aqueles que se escondem por trás de uma bandeira ou ideologia, pois sabendo de que lado o vento sopra, facilita a subida ao poder. 

O que seria melhor nestas eleições, era escolher entre os candidatos com a melhor proposta, e assim tomaríamos decisões com embasamento técnico. Porém que vemos hoje, é um partido que apresenta números errados, projetos que não foram cumpridos e criam uma candidata que precisa usar a muleta de seu padrinho para subir ao poder, contra um que possui um candidato com pouca simpatia popular mas projetos relativamente bons mas que não foram explorados, devido à polarização da campanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer ter seu blog divulgado no Transparência Política? Veja como na aba da direita, logo ao lado.

Seguidores do Blog T.P.