Ocorreu um erro neste gadget

28 agosto, 2008

Cotas para Negros em Empresas




A comissão dos Direitos Humanos e Legislação Participativa, aprovou na última quarta-feira (27/08/2008), um projeto de lei do senador Paulo Paim (PT-RS), um projeto que reserva 46% das vagas para negros em empresas com mais de 200 funcionários, e 20% de cargos administrativos, pois de acordo com sua pesquisa 46% da população brasileira é negra.

Paim não percebe que com esta atitude, está contribuindo para o aumento da discriminação racial, assim como já acontece com vagas para cotistas nas universidades? Sendo assim, também seria importante anexar uma emenda paralela, que garanta uma cota para 54% dos brancos restantes nestas mesmas empresas. Além do mais, o que seria feito com as empresas do sul, onde a maioria é branca? Teriam que demitir seus funcionários, com a alegação que de que a cor, foi fator determinante? E essas pessoas demitidas iriam entender e ficarem passivas à procura de uma empresa que tenha atingido sua cota de negros?


Paim é o promotor do estatudo da igualdade racial (Huahuahau!)

27 agosto, 2008

Nepotismo no Paraná


A primeira dama do estado, Maristela Requião, não poderá ser demitida do cargo de diretora do Museu Oscar Niemeyer, pois o governadou nomeou-a através de um decreto, ao cargo de secretária especial, sem uma pasta definida. Com isto o governador consegue driblar a medida, que proíbe a contratação de parentes para cargos políticos.

É como aquele velho ditado," faça o que eu digo e não faça o que eu faço".

Gasolina Brasileira


De acordo com a Consultoria Airinc, a gasolina brasileira é uma das mais caras do mundo. Apesar das notícias de que somos auto-suficientes em petróleo, até agora não tivemos vantagem alguma, o único a perceber esta vantagem é o governo (sócio majoritário da petrobras), que além de ganhar com os lucros da mesma, ainda a tributa nos postos, assim só sentimos nós, os consumidores finais o peso desta máquina de arrecadação.

Reforma Política


"O Brasil precisa fazer uma reforma política para dar legitimidade aos partidos políticos e que acabe com essa história dos políticos viverem correndo atrás dos empresários para financiar campanha e depois terem que pagar a conta".

Lula 26/08/2008


Qual seria a diferença entre o financiamento pólítico por empresários e pelo poder público? Na prática só mudaria a entidade de prestação de contas, pois além de gastar mais dinheiro público para fins duvidosos, a classe empresarial nao deixaria de bancar os candidatos. Portanto além de já termos uma máquina estatal inchada, ele ainda propõe maiores gastos.


18 janeiro, 2008

Energia Elétrica 1


No último dia 15 de janeiro, Lula voltou a descartar a hipótese de apagão. Nunca antes neste país, nos deu tanta certeza que não está preocupado em solucionar os entravez do país, demonstrando um total desconhecimento da realidade. E em 5 anos a então ministra Dilma Roussef, não inaugurou sequer, nem 1 grande usina hidrelétrica, por conta do crescimento econômico a demanda por energia cresceu (conforme o previsto) e a oferta nâo conseguiu acompanhar (conforme incompetência governamental). Pelo visto Lula e seus comparsas não fizeram a tarefa de casa desde que tomaram o poder e ainda tem a prepotência de afirmar que não há risco de apagão, mas é claro caso tenha algum "imprevisto", vão colocar a culpa em São Pedro.
Quer ter seu blog divulgado no Transparência Política? Veja como na aba da direita, logo ao lado.

Seguidores do Blog T.P.